The Throbs – The Language Of Thieves And Vagabonds (1991)

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

|
The-Throbs-The-Language-Of-T-420606
 
4a4e7-downloadpic3
The Throbs é um quarteto formado pelo canadense Ronnie Sweetheart nas vozes e os norte-americanos Danny Nordahl no contrabaixo, Johnny Thunders na guitarra e Roger Magri nas baquetas. Tudo começa em 1988, num destes típicos clubes noturnos de New York, quando Sweetheart, recém-saído do Canadá, conhece o compositor Danny, que já tinha bons músicos também dispostos a começar algo, mas faltava um vocalista que se encaixasse de maneira satisfatória. Nos ensaios o entrosamento é excelente e surge The Throbs, com um som simples e muito contagiante; aquele rock n´roll setentista cru como o velho Aerosmith e Stones faziam no início de suas carreiras, mas bem mais pesado e com um leve cheiro psicodélico. Dão uma geral tocando em tudo quanto é clube de New York e sem nenhuma demo, apenas na raça, acabam fechando contrato com a Geffen Records, que fica bastante impressionada com o que vê e escuta, tanto que aciona Bob Ezrin, famoso por produzir Alice Cooper, para a produção de seu primeiro e único disco, “The Language of Thieves and Vagabonds”, que sai em 1991. Cheio de idéias diferentes para cada faixa, apresentando músicas pesadas e variadas, onde o grande destaque vai mesmo para o tatuadíssimo Sweetheart, que com sua voz marcante, entre berros e excelentes melodias vocais consegue realmente chamar a atenção. Com canções pesadas como “Underground”, “Come Down Sister”, “It’s Not The End Of The World”, a bonita balada bem Stones “Honey Child” e a viajante “Ocean Of Love”, a banda parte se apresentando nos EUA, Europa e Japão. Mas, apesar de ter um disco e tanto em mãos, platéias que interagissem com sua música onde quer que toquem; o que poderia ser promissor cai no marasmo, única e simplesmente pelo fato de todas as gravadoras da época começarem a focalizar suas atenções para o novo filão do momento: o grunge. Apenas como citação, a capa de “The Language Of Thieves And Vagabonds” é uma reprodução de uma tela pintada em meados do séc. XIX por um paciente de um manicômio que havia esfaqueado seus pais, sendo uma pintura com tantos detalhes que realmente nunca chegou a ser concluída.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Bandas

Arquivo do Blog

 

Lorem

Ipsum

Dolor